Cinema

Crítica: Aquaman de James Wan entrega aos fãs o que eles queriam ver

  Myrian Campos    quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

Depois dos filmes de equipe Batman vs. Superman e Liga da Justiça, que dividiram opiniões dos fãs, a Warner e a DCU, mostram mais uma vez que sabem fazer filmes solos de seus personagens, seguindo a linha de Mulher Maravilha dando autonomia para o diretor, Aquaman de James Wan entrega aos fãs o que eles queriam ver, um filme com um visual incrível e muito fiel aos quadrinhos, divertido e com cenas de ação muito bem feitas.

Sem medo de ser brega, o filme conta com todos os fã-services mais peculiares do herói do Sete Mares, desde a armadura amarela clássica, passando pelo poder de conversar com os peixes e ápice da batalha com o herói montado em seu cavalo marinho, que no longa torna-se um dragão marinho parrudo para combinar com a nova versão do heróis vivida por Jason Momoa.

A diferença dos quadrinhos para o filme se dá exatamente na escolha do ator que interpretou o herói, Momoa que não precisa de muito esforço para interpretar seu personagem, leva o filme apenas com seu carisma e jeitão despojado, mostrando uma versão mais bruta e embriagada do personagem ao contrário do loiro simpático dos quadrinhos.

Ainda sobre os atores, por mais que o arco da Mera, Amber Heard, seja essencial para levar a história para frente, a química entre ela o Aquaman é questionável, somos forçados a acreditar numa relação que não conseguimos sentir na prática, o que nos tira um pouco do filme.

Já os vilões, Orm, meio-irmão do herói interpretado por Patrick Wilson e Arraia Negra, que ganha vida nas mãos do ator inglês Yahya Abdul-Mateen II apresentam o visual idêntico aos quadrinhos, com um arco coerente, a motivação de ambos os personagens se completam e impulsionam a jornada que Aquaman precisa percorrer até chegar ao trono de Atlantis.

O destaque, com certeza, fica para a cidade perdida de Atlantida. O filme nos mostra um mundo completamente novo, com tecnologia muito avançada, um visual mega futurista e cenas em baixo da água de tirar o fôlego do espectador, uma mistura de Os Jetsons, com seus carros voadores e da animação da Disney Atlantis, o diretor consegue nos transportar para esse reino subaquático que esperamos por tanto tempo para ver em live-action.

A direção de James Wan é impecável, nas cenas em baixo da água temos uma movimentação de câmera que dá a impressão de também estarmos naquele reino, já as cenas de ação, tanto dentro com fora da água, temos batalhas épicas e muito bem dirigidas com uma trilha sonora que acompanha o clima acelerado do filme, destaque para a cena de perseguição que vimos nos trailers que acontece na Itália, onde podemos ver uma cena linda da Rainha Mera mostrando todo seu poder mesmo fora do seu mundo marinho.

Para quem gosta de ir ao cinema para se divertir esse filme é o ideal, leve e descontraído mostra o universo dos super-heróis de forma épica, colorida e engraçada, com cenas de ação intensas, e uma jornada do herói clássica e muito bem feita, deixamos o cinema com a sensação de sair direto de uma revista em quadrinhos do Aquaman!

Myrian Campos

Myrian Campos

Lufana com muito orgulho. Dentista de formação. Nerd e viciada em cultura pop por questões de coração. Tenho um crush por cinema e séries e cada dia tento aprender mais um pouquinho sobre esse mundo em que tudo se torna possível e os sonhos mais loucos podem se tornar realidade.

Todos os posts da Colaboradora »

Comenta aí!

Novidades por e-mail

Quer receber um boletim quinzenal com as principais novidades e produtos da nossa loja? Então assine nossa Newsletter abaixo. Não divulgaremos seu e-mail e não enviaremos SPAM, palavra de escoteira.