Cinema

Star Wars Day: Os Sith e o Lado Sombrio da Força

  Isis Duarte    sexta-feira, 04 de maio de 2018

O lado sombrio da Força não foi invenção dos Sith, mas com certeza foram eles que o popularizaram. A Força, grande energia emanada da vida na galáxia, se mantém em equilíbrio pela interação de seu lado claro, de paz e tranquilidade, com o lado sombrio, agressivo e rancoroso, que afeta não apenas a mente, mas a aparência daqueles que a ela sucumbem.

No antigo universo expandido de Star Wars, que, desde a aquisição pela Disney, é tratado como “Star Wars Legends”, a primeira manifestação do lado sombrio é atribuída aos Rakata, conquistadores galácticos de 30.000 anos antes da Batalha de Yavin (ABY), aquela na qual a primeira Estrela da Morte foi destruída. Quase 6.000 anos depois, em 24.500 ABY, Xendor se entrega ao lado sombrio e se torna o primeiro Jedi Negro, liderando a Legião de Lettow no Primeiro Grande Cisma, batalha dos Jedi caídos contra a Ordem Jedi e o lado luminoso da Força.

Os Sith na verdade eram, originalmente, uma espécie alienígena de pele vermelha e prolongamentos faciais laterais que habitava Moraband (anteriormente chamada Korriban) e faziam experimentos com o lado sombrio da Força. No entanto, foram escravizados pelos Jedi Negros exilados após a Batalha de Corbos, só a partir de 7.000 ABY, com o fim da Escuridão dos 100 anos. Os Jedi caídos e os descendentes miscigenados desse povo formam a Ordem Sith.

Ambiciosos e dotados de grande sensibilidade ao lado sombrio da Força, os Sith pautam-se no Qotsisajak, Caminho da Doutrina Sith, ou Código Sith, em contraponto ao Código Jedi: “Paz é uma mentira, só existe paixão. Através da paixão, ganho força. Através da força, ganho poder. Através do poder, ganho a vitória. Através da vitória, minhas correntes se rompem. A Força me libertará”.

Os Lordes Sombrios dos Sith, que, inicialmente, eram os imperadores do Império Sith, passaram a receber o título Darth como deferência à posição de Lorde. Em 1.032 ABY, Darth Bane, um desses Sith, cria a Regra de Dois, segundo a qual só pode haver dois Sith ao mesmo tempo, um mestre e um aprendiz, que aniquilará o mestre, e, então, surgirá um novo aprendiz para repetir o ciclo. Desta forma, nem todo Jedi caído é um Sith, e todos de fora da Regra de Dois são servos.  

Por esta filosofia, o Imperador Palpatine, ou Darth Sidious, teria sido destruído pelo aprendiz Darth Vader. Antes disso, porém, Palpatine emitiu a Ordem 66, responsável pelo extermínio dos Jedi, no episódio que ficou conhecido como Grande Purgo Jedi. Mas, em Star Wars Legends, a história continua: A’Sharad Hett, sobrevivente Jedi, torna-se o Sith Darth Krayt e instaura a Nova Ordem Sith, que, após o ano de 130 depois da Batalha de Yavin (DBY), passa a se reger pelo Um Sith: a Ordem Sith é una, e todos são a Ordem; não há apenas dois Sith.

No universo cinematográfico e no novo cânone de Star Wars, os Sith teriam sido extintos com a morte de Darth Vader. Tanto é que J. J. Abrams já esclareceu que nem o Líder Supremo Snoke, nem Kylo Ren, são Lordes Sith, mantendo o suspense quanto ao papel que desempenham na saga, que pode, inclusive, prenunciar o Um Sith. Com Sith ou sem Sith, o Mestre Yoda estava certo: “Em um estado sombrio nos encontramos, e um pouco mais de conhecimento iluminar nosso caminho pode”.

Comentários

Comentários

Isis Duarte

Isis Duarte

Paulistana, advogada e nerd. Cinéfila em tempo integral e gamer nas horas vagas. Além de escrever para o Garotas Nerds, escreve para o Guik e é coapresentadora no canal de YouTube "Fazendo Nerdice".

Todos os posts da Colaboradora »

Comenta aí!

Nuvem Hospedagem 50% OFF

Novidades por e-mail

Quer receber um boletim quinzenal com as principais novidades e produtos da nossa loja? Então assine nossa Newsletter abaixo. Não divulgaremos seu e-mail e não enviaremos SPAM, palavra de escoteira.

Lista de Desejos 0
Abrir sua Lista de Desejos Continue Comprando