Comportamento

Arquivo X: série influencia mulheres a atuarem no campo da tecnologia e ciência

  Daiane de Mario    domingo, 25 de novembro de 2018

Ainda celebrando os 25 anos de Arquivo X e nossa amada Dana Scully (Gillian Anderson), abordamos o fenômeno “Efeito Scully” que não é apenas um nome bacana para um episódio da série.

Em meados dos anos 90 temos a aparição da agente especial do FBI Dana Scully, que além de agente é médica, física e professora, que em nada se encaixa nos padrões da época, na maioria dos episódios ele está de sobretudo,com pouca maquiagem e com toda certeza inspirou uma legião de mulheres.

O efeito Scully descrito pela primeira vez pelo Genna Davis Institute on Gender And Media, após um estudo revelou que mulheres que assistiam Arquivo X eram 50% mais propensas a entrarem no campo STEM (ciencia, tecnologia, engenharia e matemática) e que a maioria das mulheres entrevistadas – cerca de 2/3 – que atualmente trabalham nessa área indicavam Scully como inspiração.

Da mesma forma, houve um efeito multi-geracional, as entrevistadas eram mais suscetíveis em concordar com a seguinte declaração “Eu encorajaria minha filha/neta a entrar no campo STEM” após assistir Scully em ação.

A CEO Madeline Di Nonno, do Geena Davis disse sobre o Efeito Scully:

“As imagens e histórias dos personagens midiáticos moldam nossas vidas de maneira profunda. No caso do Efeito Scully, mostra que, quando na mídia, nós temos papéis não tradicionais para mulheres e garotas, isso as ajuda a se imaginarem trilhando o mesmo caminho. Quando você olha para 1990, Scully foi uma mulher que não havia sido retratada na TV, e como resultado influenciou uma geração de mulheres e garotas a entrarem no mundo da ciência. Nós esperamos que isso envie uma mensagem aos roteiristas, que eles nos contem essas histórias, pois elas realmente tem um impacto positivo na sociedade”

As mulheres na ciência enfrentam diariamente abusos e misoginia simplesmente por ousarem se arriscar em um campo dominado por homens. Então, personagens como Scully, ou Uhura de Star Trek e Darlene de Mr Robot importam, pois elas mostram para todas as mulheres que o campo científico é sim uma escolha para nós.

Ainda há muito a ser feito para alcançar a igualdade de gênero em STEM, mas representações positivas de mulheres seguindo caminho no campo da ciência é um grande passo na direção correta, isso torna natural a presença feminina em campo e inspira outras mulheres a seguirem o mesmo caminho. Ter mulheres como inspiração também pode ajudar jovens homens a enxergarem a respeitarem a presença feminina, pois eles possuem uma certa tendência a evitarem socialmente, abusarem e maltrataram suas colegas de trabalho.

Então, nosso muito obrigada Scully, por tudo que fez para abrir um caminho e inspirar outras a seguirem seus passos.

Daiane de Mario

Daiane de Mario

Nerd de nascença, professora por vocação e mãe por opção. Amante de Sandman e da Mulher Maravilha, prefere sofá e pipoca do que uma balada num bar, ama o verão, glitter e seres mitológicos.

Todos os posts da Colaboradora »

Comenta aí!

Novidades por e-mail

Quer receber um boletim quinzenal com as principais novidades e produtos da nossa loja? Então assine nossa Newsletter abaixo. Não divulgaremos seu e-mail e não enviaremos SPAM, palavra de escoteira.