O site Bookish and Bakewell apostou na cultura nerd para seus acessórios e produtos. A maioria deles traz mensagens feministas e protagonistas fortes do mundo nerd, em que de forma sucinta e direta, são enfatizados discursos que expõem alguns dos estereótipos mais comuns das representações femininas.

Com a Princesa (e General) Leia Organa temos a referência a personagem que sempre é salva no final das narrativas, a partir dos esterótipos de fragilidade e passividade em oposição ao estereótipo do herói que consegue chegar no desfecho e superar seus medos e obstáculos, tanto físicos quanto psicológicos. Leia é uma princesa que de fato salva a si mesma e outras pessoas, quebrando assim esse estereótipo e mostrando que princesas e heroínas podem ser a mesma pessoa.

Bordados e broches trazem representações femininas da cultura nerd

A Mulher Maravilha traz um ponto muito forte nas histórias em quadrinhos principalmente, em que as Super-heroínas foram vistas inicialmente, como mais fracas do que os super-heróis, tendo várias heroínas que surgiram como uma derivação do herói masculino, como é o caso da Batgirl, SheHulk, Super Girl, entre outras, e em muitas narrativas acabaram sendo salvas por super-heróis masculinos, como já aconteceu em histórias da Super Girl, por exemplo, em que ela chama seu primo, o Super Homem, para ajudá-la.




E muitas vezes essa fraqueza da heroína é relacionada a sua feminilidade, temos uma história da Batgirl, publicada em Batman número 52 em fevereiro de 1969, em que ela deixa os vilões fugirem porque ficou arrumando sua máscara que tinha saído do lugar e o narrador comenta: “E como qualquer moça…” trazendo assim fortemente esse estereótipo. A Mulher Maravilha por si só já apresenta diversas quebras entre as heroínas e a arte em questão aborda exatamente esse ponto da sua força ser maior do que esperam dela, brincando com esse estereótipo e subvertendo ele.

Bordados e broches trazem representações femininas da cultura nerd

O site também conta com produtos com artes de outras mulheres fortes como a Offred da série The Handmaid’s Tale e Daenerys Targeryan da série Game of Thrones.

Natalia Sierpinski

Natalia Sierpinski

Educomunicadora e pesquisadora de quadrinhos, gênero e educação. Sou potterhead, não tenho treta entre Marvel e DC, gosto e acompanho ambas, adoro Star Wars, vídeo game, jogos de tabuleiro e cinema.
Natalia Sierpinski

Comentários

Comentários