Pesquisadores estão desenvolvendo um aplicativo que possibilita verificar os altos níveis de bilirrubina, um dos primeiros sintomas do câncer de pâncreas.




Quem não gosta de uma selfie? Agora, imagine uma que pode salvar a sua vida. A BiliScreen permite que qualquer pessoa com um smartphone se auto-avalie.

Futura selfie detectora de câncer no pâncreas

O programa  utiliza dois acessórios diferentes: um par de óculos de papel impressos com quadrados coloridos para ajudar a calibrar cores ou uma caixa impressa em 3D que controla a exposição dos olhos a luz. Ele procura níveis aumentados de bilirrubina. Quando estes estão altos, a pele e os brancos dos olhos aparecem de forma amarelada.

Entretanto, segundo o cientista principal Alex Mariakakis, um estudante de doutorado na Escola de Ciências da Computação e Engenharia de Paul G. Allen, da Universidade de Washington: “O problema com o câncer de pâncreas é que, quando você é sintomático, é frequentemente tarde demais”.




A conferencia Ubicomp 2017, é a beneficiada com a apresentação dessa descoberta onde os pesquisadores afirmam que seu principal objetivo é que as pessoas possam descobrir a doença com tempo para realizar uma cirurgia que lhes dê uma melhor chance de sobrevivência.

Wendy Stefani

Wendy Stefani

Típica seriadora das madrugadas. Assiste Naruto para relaxar. Se perde em páginas de livros quando quer fugir da realidade. Sonha em viajar pelo mundo. Sempre diz sim, para todo convite que resulte em sushi ou chocolate. :)
Wendy Stefani

Posts relacionados

  • 23
    Shares

Comentários

Comentários