Povoado de figuras masculinas e de preconceitos, o universo dos mangás tem tido cada vez mais representantes femininas com obras clássicas de sucesso e outras mais recentes que valem muito a pena conhecer. Seja como roteirista e desenhista ou como uma das duas funções, como por exemplo Shori Tashigori que fez os desenhos de “CDZ – The Lost Canvas” ou Yumi Hota que roteirizou “Hikaro no Go”, elas estão ganhando cada vez mais espaço, fãs e respeito.

Dia Internacional da Mulher: As mangakas que todas precisam conhecer!

E quem ainda acha que as mulheres no mundo dos mangás estão dedicadas apenas ao estilo Shoujo*, enganam-se, muitas dedicam-se ao universo Shounen*, antes exclusivo dos homens. Fizemos uma lista de algumas mangakas, de todos os estilos, que tiveram suas obras publicadas no Brasil. Algumas muito populares e outras ainda pouco conhecidas.

Obs: a lista está em ordem alfabética, não há ordem de importância

  • Adachitoka

Noragami (Panini)

  • Akira Amano

Katekyo Hitman Reborn! (Panini)

  • Ai Yazawa

Nana (JBS)

  • Chiro Saito

Utena (Panini)

  • Hiromu Arakawa

Fullmetal Alchimist (JBC)

Fullmetal Alchimist Guia Completo (JBC)

  • Ichigo Takano

Orange (JBC)

  • Jun Machizuki

Pandora Hearts (Panini)

  • Katou Kanzou

Blue Exorcist (JBC)

    • Maki Murakami



Gravitation (JBC)

  • Mari Yamazaki

Therae Romae (JBC)

  • Naoku Takeuchi

Sailor Moon (JBC)

Sailor Moon Short Stories (JBC)

  • Natsuki Takaia

Fruit Basket (JBC)

  • Romiko Takahashi

Ramma ½ (JBC)

Inuyasha (JBC)

  • Shinobu Ohtaka

Magi: No labirinto da Magia (JBC)

  • Yukata Hanten

Cowboy Beebop (JBC)

  • Yellow Tanabi

Kekkashi (Panini)

 

EXTRA: CLAMP

As mangakas do estúdio CLAMP em evento no Japão.

A CLAMP não é apenas uma pessoa, e sim um estúdio composta por quatro mulheres: Aguera Ohkawa /mokona, Tsubaki Nekoi e Satsuki Igarashi, sendo a de maior número de publicações no Brasil. Algumas de tanso sucesso que geraram reedições, como a consagrada Sakura Card Captor.

Angelic Layer (JBC)

A pessoa amada (NewPop)

Chobits (JBC)

Guerreiras Mágicas de Reyarth (JBC)

Kobato (JBC)

Miyuki Chan no país das Maravilhas (JBC)

O homem de várias faces (NewPop)

RG Veda (JBC)

Sakura Card Captor (JBC)

Shunkaden (NewPop)

Tokyo Babylon (JBC)



Tsubasa RESERVoir Chronicle (JBC)

E os ainda não concluídos:

Gate 7 (NewPop)

xxxHolic (JBC)

X/1999 (JBC)

E o romance: Soel & Larg: As aventuras de Mokona Modoki (NewPop)

Lembrando que estas são as que tem publicações no Brasil, a maior parte das autoras tem outras obras que ainda não foram traduzidas. E que existem muitas outras Mangakas que não entraram nesta lista. Você pode adquirir os mangás diretamente dos sites das editoras JBC, Panini e NewPop, visitando as bancas ou vasculhando os sebos.

Você conhecia todas? Quais outras você nos recomenda?

*Shoujo e Shounen são estilos de mangas, shoujo são mais ligados à romances, significa, literalmente “pequena garota” por ser este o público alvo. Shounen, por sua vez, é voltado ao público masculino, significa “garoto”, possui gênero de luta, por exemplo. você pode ter mais informações sobre este e outros estilos, aqui!

  • 39
    Shares

Comentários

Comentários