Na semana do dia 23 de março aconteceu a tradicional Bologna Children´s Book Fair ou a 55ª Feira do Livro Infantil e Juvenil de Bolonha, na Itália. O evento, que já conta com mais de 50 anos de experiência, reúne um público diversificado, desde editores, ilustradores, designers gráficos, autores, tradutores até empacotadores, distribuidores, bibliotecários e professores.

Além da famosa Exposição de Ilustradores, esse ano a China foi o país “convidado de honra”, proporcionando novas atividades e exposições dentro da programação do evento.




A feira também prestigia grandes nomes da literatura e ilustração infantil, com o prêmio Hans Christian Andersen. Criado em 1956 e batizado com o nome do escritor dinamarquês, o prêmio é concedido a cada dois anos pela International Board on Books for Young People (filiada à UNESCO).

O Brasil já ganhou duas vezes na categoria de escritores (1982 e 2000) e uma mais recente, na de ilustradores (2014). Em 2010 foi o ano de premiação da nossa rainha, J.K. Rowling!

Eiko Kadono, autora de "O serviço de entregas da Kiki", vence “Nobel” da literatura infantil

Eiko Kadono, autora de "O serviço de entregas da Kiki", vence “Nobel” da literatura infantil

Eiko Kadono, autora de "O serviço de entregas da Kiki", vence “Nobel” da literatura infantil

Carinhosamente apelidado como o “pequeno” Nobel de Literatura, já que tem relação com o público infantil… Esse ano premiou o russo Igor Oleynikov, que além de ilustrador, já trabalhou com cinema de animação e design.

Eiko Kadono, autora de "O serviço de entregas da Kiki", vence “Nobel” da literatura infantil

E na categoria de literatura, o prêmio foi para Eiko Kadono! No auge de seus 83 aninhos, a escritora japonesa começou a publicar durante a década de 1970, no Japão. Com um grande repertório de viagens, a jovem Eiko aos seus 25 anos visitou o Brasil, que lhe serviu de inspiração para “O Brasil e meu amigo Luizinho”.

Infelizmente, apesar da abrangência de traduções, não temos nenhum de seus títulos publicados no Brasil. No entanto, ainda nos resta o prazer de desfrutar um pouquinho de sua obra mais famosa, “Majo no Takkyubin”, que ganhou vida nas telas graças a brilhante adaptação feita por Hayao Miyazaki. “Serviço de Entregas da Kiki”, de 1989, foi a quarta obra-prima lançada pelo Studio Ghibli nos cinemas.




O filme, com sua narrativa cativante, nos apresenta a rotina de uma jovem bruxa, aos treze anos de idade. A vida de Kiki é permeada por momentos cotidianos reconfortantes, que vez ou outra, são abalados por situações inesperadas e desafiadoras.

Eiko Kadono, autora de "O serviço de entregas da Kiki", vence “Nobel” da literatura infantil

Eiko Kadono, autora de "O serviço de entregas da Kiki", vence “Nobel” da literatura infantil



Eiko Kadono, autora de "O serviço de entregas da Kiki", vence “Nobel” da literatura infantil

“O Serviço de Entregas da Kiki” além de ser mais uma preciosidade de Miyazaki (daquelas que a gente nunca se cansa de assistir), pode também ser uma bela oportunidade para se aproximar do trabalho de Eiko Kadono!

Eiko Kadono, autora de "O serviço de entregas da Kiki", vence “Nobel” da literatura infantil

Caroline Zani

Caroline Zani

Main D.va, sonserina e viciada em Pinterest.
Historiadora, adora arte, gatos e comida indiana. Se diverte com filmes de terror e animações. Um pouco antissocial, mas nada que café não resolva.
Caroline Zani
  • 1
    Share

Comentários

Comentários